Nortificação

Ask me anything   "Somos o que fazemos,
mas somos principalmente
o que fazemos
para mudar o que somos "

Aquela conversa que nao terminamos ontem ficou pra

Laranjeiras, bairro de natal. Bairro que acolhe. Elas. Me acolhem. Me acolhe.
Me pergunto se podemos classificar todas as etapas da vida como uma avenida. Muitos carros passam, se inconstam… Alguns correm mais rapido, outros mais de vagar. Todos estao passando por lugares diferentes mas estao numa mesma estrada, num mesmo tempo. Num tempo que corre… Corre… Corre com tanta pressa pra chegar no fim. O unico FIM é a morte. Tudo passa… Nao podemos nem nos apegar ao nosso fisico, quanto menos ao estético, quanto menos as vontades.
Voltando pra vida real sem analogias…. Os carros sao as pessoas. Quando conhecemos alguem, instantaniamente, esse alguem se modifica. Esse alguem torna-se um alguem expecifico e unico, um alguem que só é quem voce acha que seja quando esta com a sua presença. Isso nao é so pra terceiras pessoas, nós, os protagonistas das nossas vidas tambem! Inconcientemente somos muitos do mesmo.
Com o passar do tempo, nossos caminhos sao muito deviados por conta dos carros da frente, os carros de tras e principalmente pelos carros que nos apoiamos, encostamos e esbarramos. No desencadiar da jornada aqueles que conhecemos a kilomentros nao sao os mesmo agora. Nunca voltarao a ser, nunca serao o que um dia ja foram! E é nesse ponto que eu quero chegar.
Pessoas que antigamente fizeram muito bem pro meu caminho, que eu me apoie, que apoiei, que convivi…. Viraram alguem que eu nao me apoiaria mais.
Nunca machucaria alguem com um amor maior do que eu .

— Há 1 semana
thinknaut:

Trying to get these rough mixes done before I leave for LA Tomo! #outofmymind #teenageluv #dontshoot #letthemin #change #itseams #argonaut #doubtingthomas

thinknaut:

Trying to get these rough mixes done before I leave for LA Tomo! #outofmymind #teenageluv #dontshoot #letthemin #change #itseams #argonaut #doubtingthomas

— há Há 3 semanas com 2 notas
Penso o que penso

De bobeira, bebo, na beira do abismo.

Bambeio em cima da linha que cruza o abstrato do realismo

Minha bebedeira nao me deixa concluir se me encontro em cima ou em baixo do precipicio.

Meus devaneios estao mais incertos do que nunca, estou vulneravel a opnioes que se auto-dominam absolutas. Me sinto fora de hora, fora de orbita, fora do tempo, fora do vendo, fora até mesmo… do meu pensamento!

Nao caibo mais dentro de mim.

minha mente nao pertence somente a mim, ela nao ‘e so influenciada como tambem influencia tudo a minha volta, sem volta, meus pensamentos so vao…. se esvaindo em vao. nao estao nem aqui, nem la. nao se encontram em par… fazem parte de um gurpo singular que me tira o ar, por nao pode ve-los passar e nem sangrar.

veem e vao sem deixar seus frutos crescerem.

na minha finita cabeça cabe um infinito. como pode?

para que serve algo que nao esteja no mundo concreto? algo que nao sei como entrou e, apesar de estar aqui dentro, nao posso tirar porque nao posso tocar.

os cinco sentidos nao servem para descreve-los; fecho os olhos para encherga-los, posso senti-los se ignorar o que as minhas maos sentem, cheira-los se ativar uma parte da memoria cerebral, ouvi-los quando estiver distraido e menos esperar e degusta-los enquando durmo e tambem sinto todos os outros.

penso se existem pessoas mais vazias do que outras pela carencia de pensamentos

ou se as pessoas que se restringem ao saber que sao vazias.

por fim, o que a certeza nos tras ‘e algo aconchegante. pensar ‘e se questionar, se questionando estramos em movimento e apos nos movimentar, nos encontraremos em uma nova posi’cao. posicao esta que nos dara base para criarmos uma hipotese e at’e para nos afirmar a arrogancia da certeza. certeza esta que nos tras ‘e a sensa’cao de aconchego. tudo isto com um poder que nem todos sabem de sua existencia e seu potencial.. o poder da critica. 

será que apenas com o meu poder da mente poderei criar o incriavel para me levar ao inalcansavel topo? ou, talvez, podem ter a força de cegar a minha fé e me puxarem para o irresistivel e único voo da vida?

— Há 3 semanas